BLOG DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA.....ARAÇATUBA- SP

Atenção

"AS AFIRMAÇÕES, INFORMAÇÕES E PARECERES PUBLICADOS NESTE BLOG SÃO DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DE QUEM OS ELABOROU, ASSINA E OS REMETEU PARA PUBLICAÇÃO. FICA A CRITÉRIO DO RESPONSAVEL PELO BLOG A PUBLICAÇÃO OU NÃO DAS MATÉRIAS, COMENTÁRIOS OU INFORMAÇÕES ENCAMINHADOS."

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Focalizando o Trabalhador Espírita (151) Wilton Teles Pontes


Wilton Teles Pontes


O entrevistado deste sábado é o pernambucano Wilton Teles Pontes, residente em Olinda. Além
das diversas atividades que desenvolve na casa espírita que freqüenta, o Grupo Espírita “Vinha  de Luz”, Wilton aplica seus conhecimentos profissionais, que é na área de Design, para divulgar a Doutrina Espírita através das suas “espitirinhas”, que são curtas histórias em quadrinhos onde, de forma interessante e agradável,  transmite importantes conceitos morais à  luz do Espiritismo. 


Wilton pode nos fazer sua auto apresentação?

Meu nome é Wilton Teles Pontes, nasci em 1967 no Recife, PE,  mas desde pequeno moro em Olinda, PE. Meu paise chama Hilton de Araújo Pontes (desencarnado) e minha mãe se chama Deosinete Teles Pontes. Tenho umirmão mais novo chamado Wendel, Doutor em Biologia e uma irmã chamada Roseane (desencarnada). Casei comMyrna Guedes com a qual tive um filho que se chama Mylton. Desde pequeno gosto de desenhar e sempre meinteressou fazer histórias em quadrinhos.


Wilton qual a sua formação acadêmica e profissional?

Me formei em Design de produtos pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e trabalho na área deprogramação visual, webdesign e ilustração. 
Como você conheceu o Espiritismo e desde quando é espírita?

Vim de uma família católica. Infelizmente um acidente fez com que minha irmã mais velha desencarnasse e, assim, minha mãe começou a frequentar reuniões espíritas. Eu era pequeno na época. Aos poucos fui me interessando pelo tema e passei a frequentar com ela. Ela nunca tentou me convencer a frequentar as reuniões ou ser espírita. Foi uma vontade natural de saber sobre o mundo espiritual.

Qual casa espírita você freqüenta presentemente?

Desde jovem que frequento o Grupo Espírita Vinha de Luz localizado em Rio Doce, Olinda, PE., perto de casa. É umGrupo não muito grande onde me identifiquei de imediato.  faz mais de vinte anos. Comecei a frequentar a casanas reuniões da Mocidade e hoje estamos como Diretor do Departamento de Infância e Juventude.


Pode nos fazer uma resenha de sua participação no Movimento Espírita durante esses anos?

Como disse antes comecei no movimento de mocidades. Frequentava diversos Centros e Grupos de jovens e de arte. Participei de  peças teatrais, encontros de arte e colaborei na criação do NACE (Núcleo de Arte e Cultura Espírita aqui de Pernambuco. Gostaria de salientar que participar disso tudo nunca me afastou das atividades no Grupo Vinha de Luz. Depois da mocidade fomos assumindo outras atividades da casa participando, inclusive, da diretoria.

Tem algum livro escrito espirita e não espirita?

Infelizmente, não. A pesar de que já me falaram se não poderia reunir as Espitirinhas em um livrinho. É uma idéia a ser pensada.

O caminho para o desenho e artes visuais foi em atendimento a uma vocação?

Sempre gostei de desenho e de desenhar. Fui colecionador de quadrinhos. Meu sonho (e de muita gente desta área) era desenhar para editoras americanas; criar histórias, o que  antigamente era muito difícil. Hoje já temos grandes desenhistas brasileiros nesse mercado. Aprendi as noções teóricas de desenho através de um curso por correspondência. Depois fiz o segundo grau em uma escola técnica no curso de Desenho de Artes Gráficas. O primeiro vestibular que fiz foi para Biomedicina, mas não passei. Na segunda vez resolvi fazer para a área que gostava mais e tentei o curso de Desenho Industrial, hoje Design e passei. Acho que foi vocação mesmo.

No que consiste o seu trabalho nessa área?

Basicamente faço elaboração de material para divulgação: cartazes, folders, diagramação de revistas, jornais e livros. As técnicas variam. Uso o computador mas crio muitas coisas com lápis, pastel seco, naquim, etc.

Como você tem aplicado esses seus conhecimentos técnicos e artísticos no movimento espirita?

Sempre procurei pensar numa forma para usar meus conhecimentos na divulgação da Doutrina. Ajudei a divulgar diversos eventos espíritas, principalmente através de elaboração de cartazes. Como trabalho com evangelização sempre estou desenhando alguma coisa pra ajudar nas aulas. E agora faço também as Espitirinhas.


Wilton fale-nos por favor  sobre as tirinhas que você nominou de  “espitirinhas”.

A idéia das Espitirinhas surgiu com a leitura de alguns livros que abordavam alguns problemas existentes no movimento espírita. Daí eu pude perceber que poderia fazer as pessoas refletirem através de meus desenhos e de forma bem humorada. O nome foi idéia de meu irmão, Wendel, quando falei para ele desse meu projeto. Começo sempre desenhando um rascunho da história. Depois desenho o definitivo no papel e digitalizo. A cor e os textos são inseridos no computador. Fiz até um vídeo para mostrar como surge uma Espitirinha, que está disponível no blog. Graças a internet as Espitirinhas estão sendo vistas por mais pessoas do que eu imaginava.

Há muita gente fazendo esse tipo de divulgação espirita?

Existem várias pessoas que utilizam o desenho para ajudar na divulgação da doutrina. Podemos ver isso nos vários livros espíritas infanto-juvenis publicados. São bons profissionais de ilustração e mostram sua arte nessas publicações. E existem também pessoas que fazem tirinhas, como eu. É só dar uma busca na internet.

Uma sólida base doutrinária espirita seria o primeiro passo a quem pretenda desenvolver essa divulgação que alia texto e imagem?

Certamente. Como o espaço de uma tirinha é muito pequeno, formatar a idéia com essa limitação é um desafio interessante. Conhecer a doutrina espírita e observar bastante seria minha dica para quem quer colaborar na divulgação desta forma. Procuro sempre ter cuidado para não criar nada que possa dar alguma interpretação errada da doutrina.

Há alguma manifestação contrária de leitores que não concordam sobre algum tirinha publicada?

Se tem alguém que não gostou, essa pessoa ainda não me disse. Recebo também sugestões de temas. Procuro utilizar essas sugestões mas tem muitas que ficam difícil de sintetizar em alguns quadrinhos.

Acredito que também receba muitos elogios

Muitas pessoas publicam seus comentários no blog e também no facebook, onde mantenho uma página das Espitirinhas, parabenizando pela ideia. Várias pessoas dizem que as utilizam em suas aulas da evangelização. Eu fico feliz em poder ajudar. E é um incentivo para que eu continue a produzir mais.

Quais as suas perspectivas futuras? Algum projeto novo?

Gostaria de dedicar mais tempo para manter as Espitirinhas com uma periodicidade mais regular, mas o tempo é uma coisa que preciso aprender a administrar melhor. Tenho planos de fazer histórias em quadrinhos com temática espírita. Fiz duas histórias que estão com o link no blog das Espitirinhas. Uma se chama “Companhias” que fala sobre obsessão e como espíritos amigos trabalham para nos ajudar. A outra é “A Doutrina” sobre a origem do Espiritismo que fiz baseado no livro Obras Póstumas, de Alan Kardec. É um trabalho mais elaborado que requer um tempo maior. Mas a ideia continua firme.

Esse seu trabalho poderia ser incentivado entre os divulgadores e evangelizadores espíritas através da realização de algum curso ou seminário sobre “A Arte na divulgação do Espiritismo?

O movimento espírita já está bem representado pelos artistas das diferentes formas de expressão. Tem muita gente trabalhando com arte dentro do Espiritismo, Graças a Deus. Um Seminário sobre diferentes formas de divulgação através da arte seria um evento interessante que serviria para ampliar os horizontes, principalmente de pessoas que ainda pensam que arte espírita é somente pintura mediúnica ou teatro na evangelização. A expressão gráfica é um excelente meio para isso. Podemos ver essa preocupação na qualidade dos cartazes e capas de livros feitos hoje em dia. Devemos incluir também as ilustrações para camisetas, trabalhos com reciclagem, produtos produzidos por pessoas do Centro Espírita que são vendidos em bazares e eventos onde a mensagem espírita está presente.
Penso que um evento interessante seria um grande encontro sobre divulgação nas mais diferentes formas. Nele poderíamos ver muitas ideias novas e criativas nessa área.

Como os interessados poderão contatá-lo para esses eventos?

A melhor forma é através do meu e-mail: wiltonjtp@gmail.com

Algo mais que queira acrescentar?

As vezes as pessoas pensam que não podem colaborar com a doutrina em sua área de trabalho profissional. Quase todas as instituições que conheço funcionariam bem melhor se tivessem profissionais voluntários nas áreas de recepção, secretaria, contabilidade, edificações, enfermagem, educação, etc. Muitas pessoas assumem, nos centros,  algumas dessas funções que citei por que o trabalho precisa ser feito mas não tem conhecimento técnico. Fazem um trabalho bom mas que poderia ser melhor realizado por um profissional. Foi isso que procurei fazer.

As suas despedidas dos nossos leitores

Agradeço a oportunidade. Espero estar ajudando com meus desenhos simples mas que são de coração. Obrigado

Wilton Pontes editando as Espitirinhas
Wilton, o filho, a mãe e o irmão; Wilton com o filho e a mãe; Participando com o filho do SIMESPE 2010 e no VI SIMESPE  em 2011
Caricaturas de Wilton Pontes criadas por ele mesmo.
Duas espitirinhas elaboradas por Wilton Teles Pontes
OBS: AS FOTOS DESTA ENTREVISTA SÓ PODERÃO SER UTILIZADAS EM OUTRAS PUBLICAÇÕES MEDIANTE AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DO ENTREVISTADO.


3 comentários:

Fernanda Dórea disse...

Na entrevista, o senhor Wilton comenta sobre um blog. Poderia nos dar o endereco do sitio do blog? E' la' que encontramos as espiritinhas? Gostaria de ver mais espiritinhas!!! :) Muito obrigada Ismael e Wilton pela entrevista.

Gislaine Yokomizo disse...

Olá FErnanda, vc pode ver mais espitirinhas aqui
http://espitirinhas.blogspot.com.br/

são super legais ne!!
beijos

Gislaine Yokomizo disse...

Eu adoro as espitirinhas!!!!
muito obrigada pelo seu trabalho!!!