BLOG DE NOTÍCIAS DO MOVIMENTO ESPÍRITA.....ARAÇATUBA- SP

Atenção

"AS AFIRMAÇÕES, INFORMAÇÕES E PARECERES PUBLICADOS NESTE BLOG SÃO DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DE QUEM OS ELABOROU, ASSINA E OS REMETEU PARA PUBLICAÇÃO. FICA A CRITÉRIO DO RESPONSAVEL PELO BLOG A PUBLICAÇÃO OU NÃO DAS MATÉRIAS, COMENTÁRIOS OU INFORMAÇÕES ENCAMINHADOS."

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Prisão Entre o preconceito e a indiferença

PUBLICADO NO CORREIO FRATERNO

MARCO-ABRIL/2 Eliana Haddad

A revista Veja São Paulo (edição 23 fev. 2011) destacou como capa matéria palpitante, cujo assunto requer a atenção da sociedade – o duro caminho da recuperação dos menores infratores.

Antes de qualquer comentário, vale lembrar que o tema é realmente complexo, extensivo que é às dificuldades enfrentadas por detentos de todas as idades. Presos pelos mais variados motivos, dos atos mais corriqueiros aos mais impressionantes, ficam sempre diante do impacto algumas indagações – e quantas! Como saber o que vai, afinal, no coração de cada um? O que levam pessoas agirem de formas tão díspares? O fato é que, disfarçada, fica evidente uma incômoda insegurança com relação aos riscos decorrentes dos momentos de desequilíbrio dos comportamentos humanos. Ninguém se atreve a atirar a primeira pedra, muito menos a dizer “desta água não beberei”. Nem pode afirmar-se totalmente livre de fazer aquilo que condena nos outros.

Socialmente, a questão é mesmo séria e multidisciplinar. Teoricamente, cumprida a pena, o infrator estaria quite com a sociedade. Mas não é bem assim que acontece. Poucos conseguem desfrutar efetivamente das mesmas oportunidades do que daqueles que nunca passaram pela portas de uma detenção. É difícil recomeçar. Exemplos? Ninguém quer morar com um presídio por perto. O próprio imóvel desvaloriza-se. Você daria, sem restrições, trabalho ou abrigo para um ex-detento ou concordaria que seus filhos convivessem com um deles?

Não se pretende aqui retirar-se a gravidade dos crimes cometidos. Muito menos desprezar os problemas sociais causados pela delinquência, numa defesa ingênua e sem fundamentos. Temos medo, sim. E, se os queremos bem, os queremos grande parte das vezes bem longe, tornando-se claro o pressuposto de que se já é difícil perdoar, mais difícil ainda é exercer o perdão com relação ao ‘inimigo’. Natural. “Esse sentimento resulta mesmo de uma lei física: a da assimilação e respulsão dos fluidos”, explica O evangelho segundo o espiritismo. O capítulo específico “Amai os vossos inimigos” enaltece inclusive o ‘equívoco’ sobre o sentido da palavra amor nessas cirunstâncias, esclarecendo que Jesus não quis dizer por essas palavras que se deve ter pelo inimigo a ternura que se tem para com o irmão ou amigo, pois a ternura supõe confiança. Porém deixa bastante claro que amar os inimigos, por exemplo, é não opor nenhum obstáculo à reconciliação; é desejar-lhes o bem, em lugar de desejar-lhes o mal; é lhes estender a mão segura em caso de necessidade; é retribuir o mal com o bem; é não ter contra eles nem ódio, nem rancor; nem desejo de vingança; é perdoar-lhes sem segunda intenção. Difícil.

Como compreender a atitude do agressor, do ladrão, do assassino ou do estuprador, acreditando-se serem eles capazes de regeneração, e até mesmo da oportunidade de uma nova história, um recomeço, depois de crimes brutais. O estigma é cruel, uma situação diria-se bastante complicada para ser engolida tranquilamente de forma palatável. Preconceito? Precaução? Verdade? Medo? Estariam preparados para enfrentar a vida fora das grades? E entre as grades estariam se redimindo? Se em liberdade, estaria a sociedade apta a recebê-los?

A procuradora paulista Berenice Gianella, presidente da Fundação Casa (antiga Febem) contou, na citada reportagem, o desafio enfrentado para o soerguimento da população carcerária. “Certa vez precisei sair de uma cidade escoltada, porque os moradores eram contra nos instalarmos lá”, comentou, evidenciando serem tais cidadãos muitas vezes vistos como seres realmente à parte da sociedade. Não são aceitos nem dentro e nem fora das prisões.

A visão espiritual

Não bastassem os preconceitos, a falta de preparo e educação social para lidar com o problema, o alto custo para a detenção e recuperação dessa população claramente marginalizada, amplas dificuldades sociopolíticas e econômicas que exigem uma visão sistêmica, porque não se solucionam com decisões isoladas, fica ainda a dúvida sobre o que é ser livre. Seria estar dentro ou fora das grades?

Ora, somos todos espíritos em evolução. E, ainda que julgados socialmente por nossos atos, todos somos livres, embora cativos, pois ninguém sabe o que se passa na intimidade de cada ser, com suas milenares experiências, acertos e desacertos, sua história, conquistas e dificuldades. Por isso fica impossível saber o que leva o outro à prática de ações condenáveis, quando no nosso estágio evolutivo nem conhecemos o bastante o que se passa em nossa intimidade. “É pelo pensamento que o homem goza de uma liberdade sem limites, porque esse não conhece entraves. Pode-se impedir sua manifestação, mas não aniquilá-lo”, explica o espiritismo. Por isso somente a Deus pertenceria o direito de julgar. Pela perfeição e inteligência suprema. Mas Ele julga a intenção (não somente as ações exteriores), porque é imanente em nós, motivo pelo qual isso também não acontece do alto de um trono de forma implacável, separando-nos no céu e no inferno. Essa justiça divina se dá no foro íntimo de cada criatura, na consciência de cada um, onde está escrita a lei eterna e imutável do amor, à qual todos estamos submetidos, não por vingança ou castigo, mas pela perfeição do Criador na criatura, que deixa sua marca como autor na obra. Por isso explicaram os espíritos superiores, “se o homem regula pelas suas leis as relações de homem para homem. Deus, por suas leis naturais, regula as relações do homem com Deus”.

Na convivência com detentos (ver quadro), percebe-se a extensão da explicação dos espíritos sobre a justiça, na lei humana, onde em geral se misturam paixões ao julgamento, alterando-se sentimentos, fazendo-se que se considerem as coisas sob um falso ponto de vista. Certa vez, diante da pergunta “quem é o criminoso?”, respondeu Emmanuel sabiamente a Chico Xavier: “Qualquer um de nós que foi descoberto”, referindo-se claramente à nossa fragilidade como seres que ainda se enganam e creem-se inatingíveis por qualquer pedra que venha a atingir nossos telhados de vidro.

A necessidade de viver em sociedade traz como consequência obrigações individuais. A primeira de todas se refere justamente ao respeito aos direitos dos semelhantes. “Aquele que respeitar esses direitos será sempre justo”, ensina o espiritismo, destacando que no nosso mundo, onde tantos homens não praticam a lei de justiça, cada um usa de represálias, daí advindo a perturbação e a confusão na sociedade.

Não está aqui, mais uma vez, em questão o que leva as pessoas a terem comportamentos destrutíveis para com a sociedade. Nem defesa, nem acusação. Muito menos conivência com o mal, valendo recordar, aliás, exemplos amplamente divulgados pela mídia de pessoas que perdoaram algozes, assassinos de seus próprios filhos, libertando-se do ódio, do sentimento de vingança, o que mostra que a prática do amor não é uma utopia, podendo ser uma realidade muito mais libertadora do que se imagina. O potencial do perdão está em todos nós. “Sois luzes, podeis fazer o que eu faço e muito mais”, alertou Jesus

A vida social dá direitos e impõe deveres recíprocos, cabendo a cada um fazer a sua parte. “Deus não fez uns de limo mais puro que outros; todos são iguais perante Ele”, explicaram por metáfora os espíritos superiores que trouxeram a Terceira Revelação à Terra.

Os direitos naturais são eternos. Sem amor não há verdadeira justiça. E, se a lei de amor proíbe que se faça a outrem o que não queremos que nos seja feito, ninguém também é obrigado a praticá-la, pois há liberdade de escolha. A lei permite o erro, mas exige o reparo, porque nossa destinação é a identificação plena com o bem, tendo-se assim como aprendizado a responsabilidade pelas consequências de nossas escolhas. Daí a conclusão: a semeadura é livre; a colheita, obrigatória. Nessa visão mais ampla, a questão é muito mais simples do que se pressupõe. O que a dificulta é a nossa falta de compreensão e vontade. Outro desafio. Mais um preconceito.

Quando estive preso

Por Cristian Fernandes

Fui preso no mesmo dia em que compareci à delegacia para prestar esclarecimentos. Claro que tive grande receio sobre o que aconteceria atrás das grades, já que ouvimos e lemos muita coisa a respeito. Mas a grande surpresa foi perceber que existe um grande respeito entre os presos, e que eles são pessoas normais, apesar do caminho de vida que escolheram.

Percebi que a grande maioria usava uma máscara para não deixar demonstrar a fraqueza por estar ali afastado da família e por não conseguir mudar de vida. Quando as conversas ficavam mais frequentes e os detentos conseguiam se abrir, era essa fraqueza que aparecia de forma intensa.

Por que chegam a esse ponto? Como acontece com qualquer um de nós, somos levados a fazer diversas escolhas ao longo da nossa vida. Para grande parte deles, as escolhas não eram muito saudáveis, e acabaram entrando neste mundo de crimes. Sair dele se tornava uma tarefa muito difícil, assim como é difícil para nós mudar atitudes às quais nos acostumamos. Existiam, porém, muitos adolescentes que estavam ali apenas por não terem encontrado no lar uma educação moral firme; claro que a falta de educação não justifica a escolha que eles tomaram, mas existe a responsabilidade dos pais.

Os criminosos não são pessoas más, mas pessoas que agem de maneira ruim em determinadas situações, como o momento de um crime. Fora disso, são pessoas boas com suas famílias, com seus amigos, amam seus pais, suas esposas, seus filhos. Sentem muita falta da convivência com eles!

Como espírita, quando você olha a pessoa tendo certeza de que todos somos criaturas que batalham pelo crescimento espiritual, consegue-se criar uma relação isenta de preconceito, e penso que só consegui isso em função do conhecimento do espiritismo. E era divertido compartilhar com eles este conhecimento, porque muitos ainda acreditam em céu e inferno e têm medo dos espíritos. Criei com a ajuda de pessoas de fora uma biblioteca espírita circulante, e as histórias que surgiam por causa dos livros eram sempre emocionantes, para eles e para mim.

Foram grandes lições. A primeira lição foi a da paciência, porque eu não sou muito paciente; fiquei preso injustamente por quatro meses, e consegui compreender o que os espíritos falam sobre a fé sincera ser sempre calma e dar a “paciência que sabe esperar”. A segunda lição foi o entendimento de que, por mais distantes que possamos parecer de determinados grupos de pessoas, um objetivo maior nos une: a necessidade de melhor compreender e praticar as leis de Deus.

Estive preso com muitas pessoas que representam grande perigo do lado de fora das grades, é verdade, mas durante os quatro meses em que lá estive, fui muito bem tratado por eles.

Cristian Fernandes é editor de livros da editora Correio Fraterno e palestrante espírita.

Viveu de perto a experiência de uma detenção por engano, em 2008, na cidade de São Paulo. Sua história foi

contada na revista Universo Espírita, edição 59, cuja reportagem pode ser lida no site do Correio Fraterno (www.correiofraterno.com.br).

Referências:

Allan Kardec, O livro dos espíritos.

Allan Kardec,O evangelho segundo o espiritismo.

Allan Kardec,O céu e o inferno.

Renato Castelani, Carandiru.

Adelino da Silveira,Chico de Francisco.

Revista Universo Espírita, edição 59.

Revista Veja São Paulo, edição de 23 de fevereiro de 2011.

Você daria, sem restrições, trabalho ou abrigo para um ex-detento?

Ninguém está livre de fazer o que condena nos outros

O criminoso é qualquer um de nós que não foi descoberto (Emmanuel)

Cristian Fernandes: Percebi que a grande maioria dos presos usava máscara para não demonstrar a fraqueza por estar afastado da família e por não conseguir mudar de vida

A autora Eliana Haddad

ASSINE CORREIO FRATERNO:

www.correiofraterno.com.br

Palestra na A.E. Matheus com José Antonio da Cruz Urupês, SP

José Antonio da Cruz – orador de Catanduva-SP

Tema: “Rompendo Algemas Através dos Ensinamentos de Jesus”

Palestra dia 28 de Maio de 2011, (sábado) as 20:00h

Local: Associação Espírita Matheus

Rua Santa Clara, 410 - Jardim do Lago – Urupês-SP

“Estaremos abordando a luz da Doutrina Espírita os caminhos da Reforma Interior através dos ensinamentos de Jesus. A terapia do perdão, os hábitos preciosos a cultivar e o despertar do reino de Deus em nossos corações. A conscientização: Entender, Aceitar e Viver a proposta do evangelho como meio eficaz para romper estas algemas...”

(Informação em email de José Antonio joseantony2006@terra.com.br)


Mais informações sobre o orador José Antonio da Cruz clique aqui:

http://ismaelgobbo.blogspot.com/2011/03/focalizando-o-trabalhador-espirita-jose.html

Adalberto Godoy vai falar no C.E. Bezerra de Menezes Guararapes, SP

(Informação em emails de Luiz Augusto Macedo e de João Marchesi Neto)

Seminário - Jovem: Ser e Conviver com André Luiz Rosa Valinhos, SP

(Informação em email de Andre Luiz Rosa rosa_andre@ig.com.br)

Palestra com Orson Peter Carrara na S.E.E. João Batista São João da Boa Vista, SP

NO DIA 09 DE JULHO : 20 HS

PALESTRA COM ORSON PETER CARRARA NA

SOC EST ESP JOAO BATISTA

SAO JOAO DA BOA VISTA-SP

A RUA OSCAR JANSON, 34 - CENTRO

TEMA = FIM DO MUNDO EM 2012? FLAGELOS DESTRUIDORES, TRANSFORMAÇÃO DO PLANETA E MORTES COLETIVAS.

NOS AJUDEM NA DIVULGAÇÃO.

OBRIGADA.

ELAINE MENATO

(Informação em email de elaine adair menato elaineadmenato@hotmail.com)


Leia mais sobre o orador Orson Peter Carrara acessando:

http://ismaelgobbo.blogspot.com/2010/01/focalizando-o-trabalhador-espirita.html

13º. Festival da Canção e Encontro da Arte Espírita em Franca, SP

(Informação recebida em email de Mara Freitas)

V Seminário sobre o comportamento humano à luz da doutrina espírita. Rio de Janeiro, RJ

Queridos amigos

A Casa de Emmanuel compartilha com o Movimento Espírita Carioca mais um Seminário e estende o convite a todos os Espíritas e ou não Espírtas para assistirem esse evento no dia 29 de maio deste ano.

Momentos de aprendizagem, encontros e reencontros com amigos e consolidação do que a Doutrina Espírita oferece à Educação do Homem, como Ser Integral.

Além dos Estudos, teremos Música ao Vivo, uma deliciosa Cantina e Venda de Livros!

Obrigada por divulgar!

Muita Paz!

Sônia Dias

(Informação recebida em email de Sonia Dias smfeducare@gmail.com)

Seminário com Wlademir Lisso – USE Santo André Santo André, SP


(Informação em emails de Esmeralda David esmeraldacitri@hotmail.com e Jorge Rezala)

Uma Noite Espírita com José Tadeu Silva Guarujá, SP

DIA 29 DE MAIO DE 2011

(Informação em emails de Rose Moliterno e de Claudete Louzada de Campos Gonçalvesclau_louzada@yahoo.com.br)

Saiba mais sobre Tadeu clicando aqui:

http://www.universoespirita.org.br/entrevistas/tadeu.htm

Tadeu na simplicidade do seu belíssimo quarto. Paredes de tijolos de adobe e chão de terra batida

Foto Ismael Gobbo

Programação do 3º. Encontro de Amigos de Chico Xavier Guaxupé, MG

Imagem do segundo encontro em 2010

23/24 DE JULHO 2011 (SÁBADO E DOMINGO)


SÁBADO DIA 23


14h00 - RECEPÇÃO - APRESENTAÇÃO COM CORAL HAYDÉE BRANCO PASQUA
14H30 - ABERTURA - APRESENTAÇÃO ORQUESTRA JOVEM DE GUAXUPÉ
14H45 - HOMENAGEM AO CHICO XAVIER COM ORSON PETER CARRARA
15HOO - PALESTRA COM ADEILSON SALLES - ORADOR , ESCRITOR ESPÍRITA DE GUARUJÁ -SP
16H00 - INTERVALO
16h15 - SEMINÁRIO COM DR. KENNEDY GOMES MARTINS - PSICÓLOGO CLÍNICO DE SERTÃOZINHO – SP

TEMA - QUEM AMA NÃO ADOECE

17h45 - APRESENTAÇÃO MUSICAL DE MARGARETE ÁQUILA - CANTORA PROFISSIONAL DE SANTO ANDRÉ - SP
18h45 - LANCHE REFORÇADO - DELÍCIAS MINEIRAS
20h00 - APRESENTAÇÃO MUSICAL COM SERGIO E MARLENE SANTOS - CANTORES DE UBERABA - MG
21h00 - PALESTRA MUSICALIZADA COM A CANTORA/MÉDIUM PAULA ZAMP - SÃO PAULO

DOMINGO DIA 24

08h30 - CAFÉ MUSICAL COM SERGIO SANTOS
09h00 - APRESENTAÇÃO MUSICAL DA BANDA BENÇÃO DE PAZ - VILA CARRÃO - SÃO PAULO
10h00 - PALESTRA COM DITINHA CALIXTO - ORADORA ESPÍRITA DE JOSÉ BONIFÁCIO - SP
10h50 - SEMINÁRIO COM ORSON PETER CARRARA - ESCRITOR E ORADOR ESPÍRITA DE MATÃO - SP
12h00 - ENCERRAMENTO COM TODOS OS MÚSICOS

FAÇA JÁ SUA RESERVA POR E-MAIL – ismael-palestras@hotmail.com

POR TELEFONE – (35) 3551 6688 / 3551 4002 /8822 5557

TAXA DE INSCRIÇÃO – R$ 20.00 PARA MATERIAL, COFFEE BREAK E LANCHE REFORÇADO

LOCAL - CASA DA CULTURA ( PARQUE MUNICIPAL - ANTIGA MOGIANA )

REGIÃO CENTRAL DA CIDADE – PERTO DOS HOTÉIS

(Informação em email de Ismael Batista da Silva)


VEJA FOTOS DO 2º. ENCONTRO AQUI:

http://ismaelgobbo.blogspot.com/2010/07/2-encontro-dos-amigos-de-chico-xavier.html

Registro. Encontro e palestra com Divaldo Pereira Franco Mannheim, Alemanha


(Informações e fotos por Jorge Moehlecke)

Em sua atual jornada pela Europa Divaldo Franco esteve em Mannheim onde promoveu um enconto evangélico, neste 23/05, pela manhã na Sociedade Espírita local. À noite, proferiu palestra no Museu Técnico – Technisches Museum Mannheim –, com o tema “Vida, Desafios e Soluções”.

De Mannheim/Alemanha

Att Jorge Moehlecke


Programação comemorativa dos 18 anos da Casa do Caminho Meimei São Paulo, SP

(Informação recebida em email de Lucia_meimei mlucia.meimei@gmail.com)

Palestra com o orador Emanuel Cristiano no Centro Espírita Nhá Chica. Itapira, SP

CONVIDAMOSPA L E S T R A

28/MAIO/2011 - SÁBADO

ÀS 20:00 HORAS

EMANUEL CRISTIANO, da cidade de Campinas - SP

LOCAL: CASA ESPÍRITA “NHÁ CHICA”

Rua Teresa Lera Paoletti, 348, Jd. Bela Vista - Itapira-SP

“PALESTRA DOUTRINÁRIA”

SUA PRESENÇA É SEMPRE ALEGRIA PARA TODOS NÓS

Contato: Otávio Cunha 38635682-92760247

(Informação em email de Otávio Cunha)

“Cantando a Doutrina” na Comunhão Espírita de Brasília, DF

Prezados.

Cantando a Doutrina aguarda você no próximo dia 29 de maio de 2011. Venha com seus familiares e amigos vivenciar momentos de muita paz...

Carinho fraternal

Lisieux Bittencourt

Assessora de Cultura e Eventos

Comunhão Espírita

(Informação recebida em email de Lisieux lisieux.bittencourt@terra.com.br)

Palestras finalizam a programação comemorativas dos 16 anos do Gasf. São Paulo

Boa noite a todos

Agradecemos a todos os que compartilharam conosco as palestras apresentadas neste mês em comemoração ao 16o. aniversário do GASF e convidamos para participar da última semana de comemoração, pois teremos uma dose dupla de palestras, na 5a. feira, dia 26 teremos a apresentação do tenor espírita Allan Vilches e na 6a. feira, dia 27 a palestra com o orador e escritor Agnaldo Paviani.

Não percam, contamos com a presença de todos para fecharmos com chave de ouro este ciclo de palestras.

Tragam seus familiares e seus amigos.

Para nós a sua presença é muito importante, pois nos dá força e alegria para continuarmos nossos trabalhos.

Abraços fraternos

Roberto Arantes
Grupo Assistencial Sem Fronteiras
(011) 9818-4466 / 9911-9504 / 2306-7053 (Residencial)
www.gruposemfronteiras.com.br
MSN: roberto_arantes@hotmail.com
Skype: roberto.arantes

(Informações recebidas em email de Regina Bachega)

14º. Encontro da Familia no C.E. Estrela da Paz São Paulo

(Informação em email da USE/SP)

III Encontro do MEI-Movimento Espírita de Integração São Paulo

Você, dirigente e ativista do Espiritismo: participe conosco do III Encontro do MEI - Movimento Espírita de Integração, para a articulação de eventos espíritas. O ideal é o absoluto respeito à independência das instituições e a intenção maior é o intercâmbio e colaboração fraterna entre Centros Espíritas, divulgadores, oradores, músicos e espiritistas em geral, dispostos à expandir o Consolador prometido a todos os corações.

Informe-se por email: prevenciodonto@yahoo.com.br

Não há custo, nem filiação expressa; apenas solidariedade.

Domingo, 21 de agosto às 16h.

Local:

Colégio Técnico Prof. Luiz Martinez

R. Portal da Folha, 167

Metrô Patriarca

CEP 03552-020 - São Paulo, SP

(Informação recebida em emails de arvensis@terra.com.br e de Regina Bachega)

Seminário com Eulália Bueno abordará “Mediunidade” Santos, SP

(Informação em emails de Rose Moliterno, Regina Bachega, Mara Freitas, USE/SP)

Leia a Newsletter na Fundação Maria Virginia e J. Herculano Pires

Acesse: http://www.herculanopires.org.br/newsletter/manifestacoesfamiliares.html


Palestra e Musica no Lar Espírita Luz e Amor Diadema, SP

PALESTRA MENSAL

28/05/2011 - SÁBADO AGORA

HORÁRIO: 18 HORAS

TEMA: AMAI-VOS E INSTRUÍ-VOS!

PALESTRANTE: ROSELI MARTINS

MUSICAL: JOAQUIM MARTINS

PEDIMOS, SE POSSÍVEL, A DOAÇÃO DE CAFÉ OU

EXTRATO DE TOMATE OU SUCO EM PROL DA TCC

Divulgação LELA/TCC

Lar Espírita Luz e Amor

Rua Castro Alves, 165, Diadema, SP - Telefone: (011)4056-2003

Informamos que esta notícia e outras relativas ao LELA e à TCC já estão disponíveis no Blog do "Em Foco" e no Perfil do LELA no Facebook:

http://lelaetcc.wordpress.com/

http://www.facebook.com/event.php?eid=158536204211388

(Informação em email de Divulgação Luz e Amor divulgacaoluzeamor@terra.com.br)

PROJETO Orientação de Pais – ABRAPE São Paulo

(Informação recebida em email de USE/SP)

JORNADA DE ESTUDOS NO G.E. Luz e Amor Franca, SP

(Informação em email de Antonio Carlos Essado repassado pela USE/SP)

Palestra com Américo Sucena no C.E. Fraternidade Irmã Dolores São Paulo

(Informação em email de Sander-IG sander.salles@ig.com.br)


Sobre o orador Américo Sucena acesse:

http://ismaelgobbo.blogspot.com/2010/08/focalizando-o-trabalhador-espirita_09.html

Palestra com Cláudio e Iris Sinoti no CEEJA Zuriche, Suiça

(Informação recebida em email de Claudia Werdine, Madrid)